Liberdade, Igualdade e Fraternidade

1 set

Resenha do filme Danton, O Processo da Revolução – (drama) – Andrzej Wajda


Este filme retrata uma passagem da Revolução Francesa, a fase do “terror”, comandada por Robespierre. “Liberdade, Igualdade e Fraternidade” era o lema da revolução, mas não era desta forma que a população francesa vivia.

Em 1794, a França estava sob o jugo do Tribunal Revolucionário. Ninguém podia se opor ao soberano porque era considerado contra-revolucionário. O Tribunal Revolucionário enviou milhares de pessoas para a guilhotina. É neste ano que Danton (Gérard Depardieu) chega em Paris e presencia o “terror” instaurado por Robespierre (Wojciech Pszoniak), seu companheiro durante a revolução. Ao tentar realizar mudanças, com o apoio de alguns revolucionários e do povo, foi considerado uma ameaça aos jacobinos (baixa burguesia aliada ao povo) e teve que enfrentar o Tribunal Revolucionário.

Segundo Jean Jacques Rousseau, a República é um contrato feito pelos súditos com o soberano, ou seja, o soberano deve exercer o seu poder em favor dos interesses dos seus súditos. Mas o filme mostra uma República que foi estabelecida sem sua principal essência. Não havia liberdade de expressão para o povo, pois eles não podiam contestar o soberano. Também não havia igualdade e fraternidade, pois o país passava por dificuldades econômicas, o povo vivia na miséria e eram tratados como animais.

Um aspecto importante retratado pelo filme é o fato de que Robespierre agia acima das leis, ditando regras sem se preocupar com as convenções. Esta atitude desrespeitava o processo de institucionalização e não passava confiança para o povo, que passou a não acreditar nas leis e nas instituições.

Duas cenas do filme chamam a atenção para o processo natural do qual Rousseau falava (“O homem nasce livre, e por toda a parte encontra-se a ferros”): um menino nú está em uma banheira e a mulher, que lhe dava banho, o obrigava a decorar as leis da República e no final do filme ele aparece ao lado de Robespierre falando tudo que havia decorado e vestido com uma roupa não mais de criança, mas de um homem.

Danton, O Processo da Revolução é um filme histórico que pode ser avaliado por diversas vertentes ideológicas e políticas e, sem dúvida, gera um bom debate.Sem falar que a atuação de Gérard Depardieu foi brilhante. O que lhe rendeu o prêmio de Melhor Ator, juntamente com Wojciech Pszoniak, no Festival de Montreal.

About these ads

Uma resposta to “Liberdade, Igualdade e Fraternidade”

  1. LUCIANO PITA janeiro 14, 2010 at 6:07 pm #

    EXCELENTE FILME, EMBORA EU PREFIRA ROBESPIERRE.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 534 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: